cabedelo
surfsurfespacoondasmares

ptenfrdees
Cultura
Natureza
Natureza
Desporto
Arte
Natureza
Desporto
Internet Marketing Bruidsfotograaf

Luto Municipal pelo falecimento do Senhor Professor Adelino Pedrosa Veríssimo, antigo Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz

2018 08 pedrosa verissimo


O Presidente da Câmara Municipal determinou o Luto Municipal, por 1 (um) dia, a cumprir hoje, dia 6 de agosto, procedendo à colocação da bandeira do Município a meia haste nos edifícios municipais, como forma de expressão de pesar pelo falecimento do Senhor Professor Adelino Pedrosa Veríssimo, antigo Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz. Contando 102 anos, o Professor Adelino Pedrosa Veríssimo faleceu este domingo, em sua casa, na mesma freguesia do Paião que o viu nascer.

«Retenho para sempre o indisfarçável orgulho com que o Professor Veríssimo dava conta do seu desempenho enquanto autarca. A postura humilde com que enfrentou grandes desafios, com parcos meios é, sem dúvida, uma das muitas memórias de um legado riquíssimo, sempre aliada a uma elevada e inquestionável postura ética e institucional», afirmou o atual edil, que irá levar à votação, na próxima reunião de Câmara, um Voto de Pesar onde dá conta da profunda consternação com que esta perda está a ser sentida na Figueira da Foz.


Breve Biografia do Professor Adelino Pedrosa Veríssimo

Nasceu a 4 de setembro de 1915 na freguesia do Paião, local onde residia. Frequentou o seminário até ao 6.º ano dos liceus. Após concluir os estudos do Ensino Secundário como trabalhador estudante, frequentou a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde se licenciou em Filologia Clássica em 1945. Em 1946 concluiu o Curso de Ciências Pedagógicas, enquanto lecionava no Colégio de Peso da Régua. Fez estágio Pedagógico no então Liceu Normal de D. João III em Coimbra, de 1947 a 1949. Ingressou depois no ensino oficial, como professor agregado, e de 1949 a 1961 exerceu a catividade letiva no Liceu Municipal da Figueira da Foz e no Seminário da Imaculada Conceição.

De 1961 a 1978 esteve em Toulouse como professor de Língua, Literatura e Civilização Portuguesa na Faculdade de Letras daquela Universidade francesa, tendo sido no cumprimento destas funções, interlocutor junto do Instituto de Alta Cultura, contribuindo decisivamente para a criação do ensino de Português nos liceus franceses.

Das suas intervenções, destacam-se as proferidas em Toulouse e em Coimbra na área da Língua Portuguesa e da importância do ensino pelos métodos áudio-visual e áudio-oral. Colaborou ainda com a imprensa local onde manteve uma coluna semanal no jornal “A Voz da Figueira”, intitulada Crónicas de bem Falar e Bem Escrever, durante três anos.

Homem de bem, de grande generosidade e amigo da sua terra, foi figura influente na comunidade na qual era um cidadão muitíssimo estimado. Dedicou empenhadamente parte da sua vida ao serviço público e à Figueira da Foz, exercendo com coragem e determinação, mas de espírito aberto e tolerante, os cargos de Vereador da Câmara Municipal da Figueira da Foz, com o pelouro da cultura e de Presidente da Câmara Municipal, de 1958 e 1960, granjeando também por isso, junto de quem com ele privou, mas também junto dos Figueirenses em geral, enorme respeito, estima e admiração.

O seu trabalho e mérito foram reconhecidos publicamente pela Câmara Municipal, no final do ano de 2000, ao atribuir ao Professor Adelino Pedrosa Veríssimo, a Medalha de Ouro da Cidade, como forma de o distinguir e prestar público apreço pelo valor das suas realizações.

Copyright © 2014 Município da Figueira da Foz | Desenvolvimento WRC | Design Sigyn |