cabedelo
surfsurfespacoondasmares

ptenfrdees
Natureza
Cultura
Natureza
Natureza
Arte
Desporto
Desporto
Internet Marketing Bruidsfotograaf

Querer Saber

logoqs

O espaço dispõe de uma sala de exposição, centro de documentação e biblioteca e laboratório de ciências experimentais e tem como objetivo fundamental a promoção da cultura científica, bem como a aproximação desta à população, potenciando o aumento do interesse, a curiosidade e a motivação dos visitantes, sobretudo em prol da aprendizagem em ciências, com especial ênfase numa fase inicial com uma programação essencialmente direcionada para o público escolar.

Este espaço enquadra-se no espírito fundamental de preservação de património e memórias da escola e educação nacionais, legados que importa preservar e transmitir sobre a forma de conhecimento histórico.

Nele criaram-se condições para tornar acessível algum do património natural e científico doado espaço museológico.

pdf Desdobrável em PT | ENG

 

HORÁRIO 
Segunda a sexta: 09h00 | 13h00 e das 14h00 | 17h00
Sábados, domingos e feriados: encerrado

ENTRADA
Gratuita

LOCALIZAÇÃO 
Rua Governador Soares Nogueira, n.º 32 - Buarcos
3080-296 Figueira da Foz

COORDENADAS 
40°9’55,0357"N
8°52’35,3748"W

CONTACTOS 
TEL.: 233 413 490
EMAIL: nucleo.mar@cm-figfoz.pt

 



 

Atualizado em 18-05-2016

Visitas: 4703

Núcleo Museológico do Mar

nucleo_mar3

a conhecer por um mar de razões!

 

pdf Roteiro de Visita PT | ENG

O Núcleo Museológico do Mar foi inaugurado a 29 de maio de 2003, pelo então Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio.
Esta unidade museológica nasceu da necessidade - há muito sentida - de recuperar e divulgar algumas das principais memórias históricas e práticas piscatórias mais identificativas das comunidades da orla costeira do concelho da Figueira da Foz.

Um mar de razões convida o visitante à descoberta e à interpretação múltipla das afinidades do Homem com a realidade marítima, ao testemunho da corajosa e árdua gesta que constituiu a pesca do bacalhau e outras atividades, recursos naturais e tradições sócio-culturais.

O encontro com as memórias concretizou-se através da recolha local e exposição de importantes registos documentais (escritos, fotográficos e audiovisuais) e orais, de apetrechos e marcos etnológicos, reveladores de lembranças privadas e coletivas, da identidade das diferentes comunidades e suas tradições.

O Núcleo Museológico do Mar, tem a funcionar, no seu rés-do-chão, desde 1 julho de 2013, o Pólo de Buarcos da Biblioteca Pública Municipal Pedro Fernandes Tomás. 

Especializado na temática do mar, este pólo, reúne e disponibiliza para consulta espólio da biblioteca municipal, nomeadamente infantil e de história do mar, bem  como o  espólio bibliográfico doado por António Ribeiro Azul.

Desde o dia 18 de julho de 2015 que o Núcleo Museológico do Mar dispõe de um novo espaço, o espaço “Querer Saber”, o qual resulta da doação do espólio pessoal de Francisco Lacerda e Manuela Andrade Pinto, corolário de uma vida profissional comum dedicada ao ensino.

 

Horário
De 16 de setembro a 14 de julho
Segunda a sexta: 09h00 | 13h00 e das 14h00 | 17h00
Sábados, domingos e feriados: encerrado

De 15 de julho a 15 de setembro
Segunda a sexta: 09h00 | 13h00 e das 14h00 | 17h00

Sábados: 14h00-19h00
Domingos e feriados: encerrado

 

Entrada
Gratuita

 

Localização
Rua Governador Soares Nogueira, n.º 32 - Buarcos
3080-296 Figueira da Foz

 

Coordenadas 
40°9'55,0357"N
8°52'35,3748"W

Contactos
Tel.: 233 413 490
Email: nucleo.mar@cm-figfoz.pt

 

Visitas guiadas a grupos:
Sujeitas a marcação prévia: nucleo.mar@cm-figfoz.pt | museu@cm-figfoz.pt

Atualizado em 06-06-2019

Visitas: 14916

Núcleo Museológico do Sal

nucleos sal2

 acessibilidade

 

Roteiro da Rotas Salinas

 separador small

pdf Roteiro

pdf Guia das Aves do Salgado

pdf Desdobrável em PT | ENG

pdf Desdobrável Rota da Salinas

 

O Núcleo Museológico do Sal foi inaugurado a 17 de agosto de 2007 com o objetivo de interpretar, valorizar e difundir testemunhos singulares reportados à relação secular do Homem com o território das salinas do concelho da Figueira da Foz.

Situado na Salina Municipal do Corredor da Cobra, adquirida em 2000 com o intuito de promover a reativação e manutenção contínua da atividade salineira, este complexo cultural e ambiental integra um Armazém de Sal, uma Rota Pedestre  pelo salgado, homologada pela Federação Portuguesa de Campismo e Montanhismo, uma Rota Fluvial pelo estuário do Rio Mondego e ainda um observatório de aves com um leitor de paisagem do território que o abraça.


Este espaço museológico assume-se cada vez mais como um centro de informação, educação e sensibilização de diversos públicos para a necessidade de preservação de uma atividade tradicional e de um produto artesanal, contribuindo assim, de forma integrada, para a valorização deste património como fator de desenvolvimento local sustentável. 
É um centro local e nacional aberto à investigação e informação sobre a riqueza da biodiversidade do seu ecossistema-tipo e uma unidade didática de lazer e de interatividade. É um espaço que proporciona aos diversos públicos que o visitam experiências únicas e particulares.
O seu programa museológico foi concebido pela empresa de consultoria ambiental Mãe d’ Água, Lda., com o apoio e acompanhamento dos serviços culturais da Autarquia.


O visitante é confrontado com a explanação de cinco grandes temas: O que é o Sal; O Sal na Natureza; História do Sal em Portugal; A Tecnologia do Sal na Figueira da Foz e O Ciclo de Produção; e As Salinas e a Conservação da Natureza.

No âmbito do 8º aniversário, assinalado durante todo o mês de agosto de 2015, o Núcleo Museológico do Sal realizou diversas iniciativas de relevo, em particular a a inauguração do primeiro “Pedarium” português, uma “pequena infra-estrutura destinada à utilização do sal tradicional como forma de terapia, saúde e bem-estar, que aproveita a tipologia das salinas e cuja construção foi co-financiada pelo Fundo Europeu das Pescas (FEP), e respeitou na sua totalidade, o meio ambiente, na medida em que o material utilizado foi apenas e somente a madeira de pinho não tratado, um elemento vulgarmente utilizado no salgado figueirense”.

Quase no final de 2015, a Salina Municipal do Corredor da Cobra recebeu dois novos inquilinos. Dois flamingos gigantes, concebidos em fibra de vidro, pelo escultor António Faustino. O Martinho e a Salgadinha foram apadrinhados pelos alunos da EB1 de Regalheiras de Lavos.

 

Horário

 

Verão Inverno
1 de maio a 15 de setembro
quarta-feira a domingo / feriados:
10h30 às 12h30 / 14h30 às 18h45
Encerra às segundas e terças.
16 de setembro a 30 de abril
quinta-feira a domingo / feriados:
10h00 às 12h30 / 14h00 às 16h00
Encerra às segundas, terças e quartas.


Encerra nos feriados de: 1 de Janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio, 24 de junho e 25 de dezembro.


Entradas:
Crianças até 12 anos e adultos com mais de 65 anos - Gratuito
Adultos - 1€ 
Bilhete Família (mínimo 3 visitantes) – 2€
Visita de grupo (até 15 visitantes – 10€ | superior a 15 visitantes e em múltiplos de 15 visitantes – 10€/por múltiplo)


Localização

Armazéns de Lavos 
Salina Municipal do Corredor da Cobra

 

Coordenadas GPS
40° 6’42.5627”N
8°49’59.7034”W

 

Contactos
Tel.: 233 402 840
Telemovel: 966 344 488
E-mailnucleo.sal@cm-figfoz.pt 

 

Visitas Guiadas a grupos
Sujeitas a marcação prévia: 
Tel.: Núcleo Museológico do Sal – 966 344 488; 
E-mailnucleo.sal@cm-figfoz.pt 

Atualizado em 09-07-2019

Visitas: 24541

Copyright © 2014 Município da Figueira da Foz | Desenvolvimento WRC | Design Sigyn |