cabedelo
surfsurfespacoondasmares

ptenfrdees
Natureza
Cultura
Natureza
Desporto
Desporto
Natureza
Arte
Internet Marketing Bruidsfotograaf

Bolsa de Voluntariado

 

2016 logo bolsa voluntariado

 

Ser voluntário não é um gesto espontâneo e isolado de solidariedade. É um ato só possível quando inserido numa organização, o que apresenta inúmeras vantagens no planeamento e aproveitamento dos recursos materiais e humanos.

Lançada em 2002 com o objetivo de divulgar e estimular o trabalho voluntário no nosso Município, a Bolsa de Voluntariado visa aproximar os munícipes que pretendem dispor de uma parte do seu tempo em benefício de outros, por um lado, e as instituições sem fins lucrativos que os desejem integrar em projetos de interesse social, por outro.

Com a Bolsa de Voluntariado da Figueira da Foz o Munícipe passa a ter acesso e conhecimento das Organizações Promotoras de Voluntariado, podendo escolher a sua acção nas mais diversas áreas:

Educação e Desporto • 

Solidariedade Social • 
Saúde • 
 
• Cultura
• Ambiente e Protecção Civil 
• Campanhas pontuais


Se pretender prestar a sua colaboração voluntária no Município da Figueira da Foz, venha escolher e encontrar projectos para a sua vocação solidária.

 separador small

Informações e Inscrições:
Câmara Municipal da Figueira da Foz
Divisão de Educação e Assuntos Sociais
Gabinete de Atendimento ao Munícipe
Tel.: 233 403 300
Fax: 233 403 310

 

Formulários de inscrição online:

Ficha de inscrição para organizações 
Ficha de inscrição para voluntários


Enquadramento jurídico do Voluntariado:

 Lei n.º 71/98, de 3/11  – Estabelece as bases do enquadramento jurídico do voluntariado

 DL n.º 389/99, de 30/09 – Regulamenta a Lei n.º 71/98 de 3/11 

 Portaria n.º 87/2006, 24/01 – Aprova o modelo de cartão de identificação do voluntário

 separador small


e-Boletim da Bolsa: 

 e-Boletim da Bolsa n.º 14

 e-Boletim da Bolsa n.º 13

 e-Boletim da Bolsa n.º 12

 e-Boletim da Bolsa n.º 11

 e-Boletim da Bolsa n.º 10

 e-Boletim da Bolsa n.º 9

 

 SÊ VOLUNTÁRIO. FAZ A DIFERENÇA!

 Lema do Ano Europeu do Voluntariado 2011

Atualizado em 05-12-2016

Visitas: 6778

Projetos e Parcerias

Núcleo Local de Inserção da Figueira da Foz

O Rendimento Social de Inserção (RSI) é uma medida de proteção social criada para apoiar as pessoas ou famílias que se encontrem em situação de grave carência económica e em risco de exclusão social e é constituída por:

• Um contrato de inserção para os ajudar a integrar-se social e profissionalmente,
• Uma prestação em dinheiro para satisfação das suas necessidades básicas.


Os Núcleos Locais de Inserção (NLI), são órgãos locais a quem compete a gestão processual continuada dos percursos de inserção dos beneficiários de RSI, conforme instituído na Lei n.º 13/2003, de 21 de Maio, republicada pelo Decreto-Lei n.º 133/2013, de 25 de Janeiro e no disposto no artigo 21.º da Portaria n.º 257/2012, de 27 de Agosto.


O NLI da Figueira da Foz tem como missão promover e acompanhar percursos de inserção dos beneficiários de RSI, como forma de combate à pobreza e à exclusão social, visando o aumento das suas competências pessoais, sociais, educativas e profissionais.
São funções de cada entidade que integra o NLI colaborar com os restantes membros na execução dos objetivos propostos, disponibilizar recursos na medida das suas disponibilidades para participar e auxiliar o trabalho desenvolvido pelo NLI, preparar e disponibilizar elementos e informações, juntando propostas tidas por adequadas.

 

Onde pode pedir o RSI
ISS, IP/CDist de Coimbra/Serviço Local de Atendimento da Figueira da Foz

Contactos:
Rua Dr. Santos Rocha, 107 a 109, 
3080-124 Figueira da Foz
Tel.: 808 266 266

Horário de Atendimento
Dias úteis, das 09h00 às 17h00 

 

Legislação

 Decreto-Lei n.º 133/2012

 Portaria n.º 257/2012

 Decreto-Lei n.º 13/2013


Contrato Local de Desenvolvimento Social + - Projeto Reagir

clds  reagir

 

 

 

 

 

A Câmara Municipal da Figueira da Foz assinou, no dia 16 de Janeiro de 2014, o Contrato Local de Desenvolvimento Social + (CLDS+), o qual foi igualmente subscrito pelo Instituto de Segurança Social, IP, Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação da Figueira da Foz (Entidade Coordenadora Local da Parceria), Associação Fernão Mendes Pinto e Associação Novo Olhar (Entidades Locais Executoras das Ações).

 

O presente contrato surge na sequência da aprovação da Portaria nº 135-C/2013, de 28 de Março, a qual veio criar o Programa CLDS+ e que visa, de forma multissectorial e integrada, desenvolver os seguintes eixos de intervenção:

  • Emprego, formação e qualificação;
  • Intervenção Familiar e Parental, preventiva da pobreza infantil;
  • Capacitação da Comunidade e das Instituições.


As ações a desenvolver, no âmbito dos eixos acima referidos, decorrem do diagnóstico realizado e constam do Plano de Ação – Projeto Reagir, documentos elaborados pela Entidade Coordenadora Local da Parceria, Entidades Locais Executoras das Ações e Núcleo Executivo do Conselho Local de Ação Social da Figueira da Foz, tendo ambos os instrumentos sido apresentados na reunião plenária do referido Conselho, realizada no dia 15 de Julho de 2013, onde o Plano de Ação foi aprovado por unanimidade.

 

 Diagnóstico CLDS+

 Memória Descritiva

 Plano de Ação

Centro de Apoio à Vida Dra. Natércia Crisanto

 
O Centro de Apoio à Vida (CAV) foi criado na sequência da Portaria n.º 446/2004, de 30 de abril de 2007 e do trabalho entretanto desenvolvido pela Associação Viver em Alegria.
Trata-se de um serviço vocacionado para atendimento e acompanhamento de mulheres grávidas e puérperas com filhos até aos 5 anos de idade, provenientes de famílias carenciadas e em situação de vulnerabilidade emocional e social.
Encontra-se em funcionamento desde Setembro de 2007 e presta os seguintes serviços à sua população-alvo:

  • Apoio psicossocial
  • Apoio psicológico
  • Atividades Socioeducativas( Sessões Educação Parental e Workhops Temáticos)
  • Apoio Juridico
  • Atividades de Inclusão
  • Visitas Supervisionadas.

.
O Protocolo de Colaboração neste âmbito foi assinado a 15 de Março de 2013, sendo competências do Município sinalizar / encaminhar situações que se enquadrem no âmbito do CAV; articular com os Técnicos do Projeto; participar nas reuniões do Conselho de Parceiros; disponibilizar viatura uma vez por mês para a realização de visitas domiciliárias.


Objetivo

Prestar apoio a grávidas e mães com filhos até aos 5 anos de idade, em situação de risco social.

 

Destinatários
Mulheres Grávidas
Puérperas
Mães com filhos até 5 anos
Suas famílias
Residentes na área do Município


Entidade Promotora 

Associação Viver em Alegria


Contactos

Rua José da Silva Ribeiro, n.º 54
3080-604 Figueira da Foz
Tel.: 233 418 878
E-mail: viveralegria.geral@gmail.com 

Centro de Apoio à Vida
Dra. Natércia Crisanto


Horário de Funcionamento

9:30 às 12:30 e das 14:00 às 18:00

 

Recriar Vivências

 

Projeto financiado pelo SICAD – Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências, no âmbito do Plano Operacional de Respostas Integradas – Eixo da Prevenção – PRI do Território da Figueira da Foz.


O Município da Figueira da Foz assinou Acordo de Parceria neste âmbito a 2 de Setembro de 2013.


Duração
de 1 de setembro de 2013 a 31 de agosto de 2015.


Locais de Implementação

Freguesias de Buarcos, Vila Verde e S. Pedro.


Objetivos 

Prevê intervenção em escolas, na família e na comunidade, através de implementação de programas de desenvolvimento de competências, ações de prevenção familiar e de educação parental, entre outras.


Destinatários

Crianças e jovens
Suas famílias
Comunidade em geral

Entidade Promotora
Grupo de Instrução e Sport


Contactos

Rua Dr. Manuel de Arriaga, n.º 73
Praia de Buarcos
3080-031 Figueira da Foz
Tel.: 233 432 863
E-mail: recriarvivenciasfigfoz@gmail.com 
 

 

Delegações da Cruz Vermelha Portuguesa da área do Município

 

O Município da Figueira da Foz e as Delegações de Borda do Campo, Figueira da Foz, Maiorca e Centro Humanitário do Baixo Mondego da Cruz Vermelha Portuguesa, assinaram em 2011, Protocolos de Colaboração com o objetivo de, nas áreas geográficas de intervenção de cada uma das Delegações:

 

  • assegurar a assistência humanitária e social, contribuindo para a proteção da vida, da saúde e da dignidade humana;
  • prestar apoio a iniciativas promovidas pelo Município ou por outras entidades desde que estas contem como a colaboração do primeiro para a sua realização;
  • assegurar o Serviço de Transporte Municipal, nas suas áreas geográficas de intervenção.
 


Áreas Geográficas de Intervenção:

  • Delegação da Borda do Campo - Freguesias de Alqueidão, Paião (lugares de Asseiçó, Casal Verde, Cipreste, Atouguia, Calvino, Casenho, Porto Godinho, Serrião, Serrião Alto, Sobral, Telhada, Seiça e Vale Vendeiro) e Marinha das Ondas (lugares de Matas e Cipreste).
  • Centro Humanitário Baixo Mondego - Freguesias de Lavos, Marinha das Ondas (lugares de Casal de Seiça, Gigante, Leirosa, Marinha das Ondas, Matos, Sampaio, Canto dos Pinas, Cabeço da Pedra e S. Jorge) e Paião (lugares de Casal Novo, Castela, Copeiro, Outeiro, Paião e Vales).
  • Delegação da Figueira da Foz - Freguesias de Buarcos, Tavarede, Vila Verde e S. Pedro.
  • Delegação de Maiorca - Freguesias de Alhadas, Bom Sucesso, Ferreira-a-Nova, Maiorca, Moinhos da Gândara e Quiaios
 

Contactos

Divisão de Educação e Assuntos Sociais
Edifício Paço de Tavarede
Largo do Paço, n.º 2
Tavarede
3080-612 Figueira da Foz
TEL.: 233 401 863
E-mail:sandra.lopes@cm-figfoz.pt



Delegação da Borda do Campo
Rua da Escola, n.º 59
Porto Godinho
3090-817 Borda do Campo
Tel.: 233 940 000
E-mail: cruzvermelha.bordadocampo@gmail.com

Centro Humanitário Baixo Mondego

Rua do Tojal, n.º 63

3140-314 Pereira

Tel.: 707 450 054

E-mail:ch.baixomondego-carv@cruzvermelha.org.pt 


Delegação da Figueira da Foz
Praceta Coronel Alves de Sousa, nº 1
3080 - 584 FIGUEIRA DA FOZ
Tel.: 233 407 300/8
E-mail: dfigfoz@cruzvermelha.org.pt


Delegação de Maiorca
Rua de S. João, n.º 69
3090-476 Maiorca
Tel.: 233 930 496
E-mail: dmaiorca@cruzvermelha.org.pt

Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental da Figueira da Foz

 

A APPACDM (Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental) da Figueira da Foz, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que iniciou a sua actividade no ano de 1991.
Tem atualmente como Respostas Sociais:

  • Centro de Atividades Ocupacionais (CAO) – Alhadas, Lavos, Figueira da Foz - destina-se a pessoas com deficiência, de idade igual ou superior a 16 anos.
  • Unidade Residencial (LRE) - estrutura de apoio a jovens e adultos portadores de deficiência de níveis severos, desprovidas de retaguarda familiar e sem possibilidades de integração em famílias de acolhimento, num contexto de personalização e individualização do apoio prestado.
  • Centro de Acolhimento Temporário (CAT) da Figueira da Foz -  destina-se a acolher crianças de ambos os sexos, dos 0 aos 12 anos, necessitadas de proteção urgente, face a situações que as coloquem em risco, do município da Figueira da Foz e outros municípios vizinhos do Distrito de Coimbra.
  • Centro de Estimulação Precoce (CEP) – Creche e Jardim de Infância -  desenvolve a sua atividade na área da Infância, procurando responder de forma integrada às necessidades estimulativas de todos os clientes até aos 6 anos de idade, em particular àqueles que apresentam algum problema no seu desenvolvimento.

O Município da Figueira da Foz tem um Protocolo com a APPACDM da Figueira da Foz, com o objetivo de apoiar a população que frequenta os CAO e o Lar Residencial da Instituição, assinado em 22 de Fevereiro de 2013.


Este Protocolo contempla, por parte da Autarquia:

 

  • autorizar a utilização das Piscinas Municipais de Alhadas e de Paião para a prática de atividades aquáticas por parte dos utentes da APPACDM.
  • ceder transporte em minibus e/ou autocarro para que os utentes da APPACDM possam deslocar-se para aulas de Hipoterapia, uma vez por semana.
  • conceder apoio financeiro à APPACDM a  título de comparticipação nas despesas inerentes à contratação de técnicos especializados no desenvolvimento de terapias adequadas às necessidades dos utentes dos Centros de Atividades Ocupacionais e do Lar Residencial.
  • em qualquer domínio da colaboração que o Protocolo formaliza, prestar o apoio técnico que lhe for solicitado pela APPACDM.
  • ceder gratuitamente um autocarro municipal, duas vezes por ano, em datas a definir entre as partes, para passeios com os utentes da APPACDM, de acordo com o previsto no seu Plano de Atividades.


A APPACDM, por sua vez, compromete-se a:

  •  integrar os alunos das Unidades de Ensino Estruturado para a Educação de Alunos com Perturbações do Espectro do Autismo – UEEEAPEA ou das Unidades de Ensino Estruturado para a Educação de Alunos com Multideficiência - UEEEAM, cujos encarregados de educação o solicitem, em Atividades de Tempos Livres, de segunda a sexta-feira, após o horário escolar e/ ou em actividades de tempo livres durante os períodos de férias escolares.

Contactos 

 

DIVISÃO DE EDUCAÇÃO E ASSUNTOS SOCIAIS
Edifício Paço de Tavarede
Largo do Paço, n.º 2
Tavarede
3080-612 Figueira da Foz
TEL.: 233 401 863
E-MAIL: sandra.lopes@cm-figfoz.pt


APPACDM Figueira da Foz
Rua Drª. Cristina Torres, 56
3080-210 Figueira da Foz
Tel.: 233 402 630 / 914 491 826
E-mail: appacdm_figfoz@net.sapo.pt

 

Rede Interinstitucional de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica da Figueira da Foz

 

RIAVVD01 RIAVVD02

RIAVVD03 RIAVVD04

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define a violência como “o uso de força física ou poder, em ameaça ou na prática, contra si próprio, outra pessoa ou contra um grupo ou comunidade que resulte ou possa resultar em sofrimento, morte, dano psicológico, desenvolvimento prejudicado ou privação.”

A utilização da violência constitui uma violação dos direitos fundamentais da pessoa humana.

Em Portugal a Violência Doméstica é Crime Público.

De acordo com o artigo 152.º do Código Penal, incorre no crime de Violência Doméstica “quem, de modo reiterado ou não, infligir maus tratos físicos ou psíquicos, incluindo castigos corporais, privações da liberdade e ofensas sexuais:

  • ao cônjuge ou ex-cônjuge;
  • a pessoa de outro ou do mesmo sexo com quem mantenha ou tenha mantido uma relação de namoro ou uma relação análoga à dos cônjuges, ainda que sem coabitação; 
  • o progenitor de descendente comum em 1º grau; 
  • a pessoa particularmente indefesa, nomeadamente em razão da idade, deficiência, doença, gravidez ou dependência económica, que com ele coabite.”

A RIAVVD desenvolve a sua intervenção na área do Município da Figueira da Foz, diretamente com pessoas envolvidas em situações de violência doméstica.
Tem como objetivo prestar apoio às vítimas, mas também, sempre que possível, tentar integrar os agressores e a família na intervenção.
Promove ainda ações de sensibilização e de informação sobre a temática, com o objetivo de sensibilizar a população para o fenómeno, contribuindo para a prevenção de potenciais situações de violência e divulgando o trabalho da Rede.

A RIAVVD presta apoio psicossocial, psicológico e jurídico a vítimas de violência doméstica.

A Câmara Municipal aderiu a esta Rede por protocolo assinado em 7 de Dezembro de 2011.


Destinatários

Vítimas de Violência Doméstica e suas famílias, residentes na Área do Município


Apoio Psicossocial e Psicológico

Hoário de Atendimento
Segunda a Sexta
das 09h00 às 12h30
das 14h30 às 17h30

Associação Goltz de Carvalho
Tel.: 233 402 520
E-mail:redeviolencia.figfoz@gmail.com

Centro Social da Cova e Gala
Tel.
: 233 431 134
E-mail: cscg.cscg@gmail.com

Delegação da Fig. Foz da CVP
Tel.:
233 407 308
E-mail: 
dfigfoz@cruzvermelha.org.pt

 
Associação Fernão Mendes Pinto
Tel.:
233 939 968
E-mail: 
figfoz.afmp@net.novis.pt

 

Casa N. Sra. Rosário
Tel.: 233 402 750
E-mail:geral@cnsr.org.pt

 

 


Apoio Jurídico

Horário de Atendimento
Segundas (sob marcação)
das 13h30 às 17h30

Câmara Municipal da Figueira da Foz
Divisão de Educação e Assuntos Sociais
Tel.: 233 401 860
E-mail:anabela.curado@cm-figfoz.pt 

 

 

 III Protocolo RIAVVD

 Lei n.º 112/2009, de 16/09

 V Plano Prevenção e Combate à Violência Doméstica e de Género

 Ficha de Sinalização

Apoio a Projetos e Programas de outras Entidades

 
Banco alimentar contra a fome


O Banco Alimentar contra a Fome é uma instituição não governamental que recebe todo o tipo de géneros alimentares por parte de empresas e de particulares, que depois distribui a instituições de solidariedade social que os entregam a famílias carenciadas previamente sinalizadas.


A Câmara Municipal da Figueira da Foz presta apoio a três instituições locais parceiras do Banco Alimentar contra a Fome, através da cedência mensal de viatura com motorista para ir buscar géneros alimentares ao Banco Alimentar de Coimbra.

Destinatários
População mais carenciada do Município

Entidades Parceiras
Associação Novo Olhar
Associação de Solidariedade Social Viver em Alegria
Conferência Vicentina da Imaculada Conceição e São José
(Paróquia de São Julião)


Para mais informações e/ou esclarecimentos contactar as
Entidades Promotoras.

banco alimentar 




Fundo Europeu de Auxílio a Carenciados


O Fundo Europeu de Auxílio a Carenciados (FEAC) é uma ação anualmente promovida pela Comissão Europeia e que adota um plano de atribuição de recursos aos Estados-Membros, para o fornecimento e distribuição de géneros alimentares provenientes das existências de intervenção a favor das pessoas mais necessitadas da União Europeia.


A Câmara Municipal da Figueira da Foz presta apoio a instituições locais enquanto entidades mediadoras do FEAC, na cedência de viatura com motorista para recolha de géneros alimentares no local de armazenamento dos mesmos, para posterior distribuição pelas famílias mais carenciadas.

Destinatários
População mais carenciada do município


Entidade Coordenadora

Centro Distrital de Coimbra do Instituto de Segurança Social, IP


Entidades Mediadoras

Instituições Particulares de Solidariedade Social

Para mais informações e/ou esclarecimentos contactar a entidade coordenadora e/ou as Entidades Mediadoras.

 
PCAAC 

end faq

 

Atualizado em 28-06-2017

Visitas: 8369

Deficiência e Reabilitação

PRAIA M+
 

As pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida carecem de apoio especial quando se encontram na praia.

O Projeto Praia M+ pretende facilitar o acesso de pessoas com deficiência motora e/ou mental ou com mobilidade condicionada, à praia e aos banhos de mar, através da utilização de um equipamento de banho de mar – tiralô/cadeira anfíbia e de uma equipa permanente de dois nadadores-salvadores.

A participação é gratuita.
A inscrição individual e/ou de grupos até 4 pessoas é feita no local, por ordem de chegada.
A inscrição de grupos com 5 ou mais pessoas deve ser feita previamente, junto da Divisão de Educação e Assuntos Sociais.

 

Período de Funcionamento
Todos os anos, em julho e agosto (datas a fixar anualmente)

 

Local
Praia de Buarcos
(junto aos balneários)

 

Horário
10h00 às 13h00
15h00 às 19h00

 

Entidade Promotora
Município da Figueira da Foz
Divisão de Educação e Assuntos Sociais

 

Para mais informações e/ou esclarecimentos contactar
Divisão de Educação e Assuntos Sociais
Tel.: 233 401 860/3/5
Fax: 233 403 310
E-mail:sandra.lopes@cm-figfoz.pt | jose.barraca@cm-figfoz.pt

 

Anexos:

pdf  Flyer Praia m+

 

Atualizado em 03-11-2014

Visitas: 3718

População Sénior

Cartão Figueira Sénior

populacao senior

Para residentes maiores de 65 anos

 

O Cartão Figueira Sénior foi lançado pela Autarquia em 2000.

Tem como objetivos permitir aos seus portadores condições mais favoráveis na aquisição de bens e serviços na área do Município e o acesso privilegiado e/ou preferencial a atividades da Autarquia para a população sénior. Este Cartão encontra-se em fase de reformulação ao nível dos benefícios concedidos, sendo intenção da Autarquia angariar mais e melhores descontos para os seus portadores ao nível de empresas e comércio. Ao nível dos serviços prestados pela própria Autarquia, os seus portadores já beneficiam de descontos em serviços, bem como de isenção em algumas atividades, no caso de terem rendimentos inferiores ao valor do Indexante de Apoios Sociais, nos termos previstos no Regulamento e Tabela de Taxas e Licenças.

 

Destinatários:

Residentes na área do Município com 65 ou mais anos de idade

 

Condições de Inscrição:
Local:
Serviço de Atendimento ao Munícipe – 2.ª a 6.ª - 09h00 às 17h00

FICHA DE ADESÃO

pdf Formulário de Adesão - Cartão Sénior

PASSEIOS figueira SENIOR 2016

pdf Formulário de inscrição
pdf 
Normas de participação

 

Documentos Necessários:
Cópia do Cartão do Cidadão ou Bilhete de identidade + N.º Contribuinte
Comprovativo de Residência
Comprovativo Anual de Rendimentos (para isenção/redução de taxas)

 

Taxas (art. 96.º da Tabela de Taxas e Outras Receitas do Município da Figueira da Foz):

Emissão Cartão Figueira Sénior ou 2.ª Via – 2,50 €

Revalidação Anual do Cartão Figueira Sénior – 1,00 €

Inscrição nos Passeios Figueira Sénior – 5,00 €

 

FICHA DE ADESÃO ENTIDADES

pdf Formulário de Adesão - Empresas/Comércio/Serviços


Entidade Promotora:
Município da Figueira da Foz
Divisão de Educação e Assuntos Sociais
Tel.: 233 401 860/3
E-mail: sandra.lopes@cm-figfoz.pt

 

 

Serviço Municipal de Teleassistência da Figueira da Foz

 

A Teleassistência é um serviço humanizado e permanente, baseado numa central de atendimento telefónico vocacionada para responder a qualquer situação de emergência, através de um sistema de comunicação rápido e seguro, sem a necessidade da existência de um telefone ao alcance da mão, permitindo ao utente, em situações de emergência de saúde, segurança, ou simples solidão, contactar de imediato (através de botão de emergência, aliado a um telefone de alta voz) este serviço, que ativa os mecanismos necessários para resolver o problema apresentado.

 

O serviço de Teleassistência funciona 24 horas/dia, 365 dias/ano, através de um terminal fixo ou móvel, com atendimento realizado por enfermeiros e assistentes sociais que recebem as chamadas, avaliam a situação e procedem ao seu encaminhamento para as entidades competentes.

 

As empresas que prestam o serviço são a Helpphone (sistema fixo) e a TCare – Conhecimento e Saúde (sistema móvel).

 

No sentido de beneficiarem deste serviço foram considerados como prioritários, os seguintes critérios:

  • Ter residência permanente no Município da Figueira da Foz;
  • Ter idade igual ou superior a 65 anos (constituem excepção os casos de comprovado grau de incapacidade ou dependência, que vivam em situação de isolamento ou insegurança, a serem verificados pelos Serviços Municipais);
  • Possuir rede fixa de telefone no local de instalação do equipamento fixo, se pretender esta opção;
  • Residam sozinhos;
  • Encontrar-se em isolamento geográfico e/ou social, permanente ou temporário;
  • Sem rede de suporte familiar, vizinhança e/ou institucional;
  • Possuam algum grau de dependência/incapacidade.

 

As candidaturas devem ser formalizadas junto da Divisão de Educação e Assuntos Sociais da Câmara Municipal da Figueira da Foz, instruídas com os seguintes documentos:

  •  Impresso de candidatura devidamente preenchido;
  • Cópia do Bilhete de Identidade ou Cartão do Cidadão;
  • Declaração de IRS ou declaração comprovativa do valor da pensão emitida pelo Instituto da Segurança Social, IP;
  • Comprovativo do grau de incapacidade, quando aplicável;
  • Outros documentos considerados pertinentes para avaliação da candidatura.

 

Contatos:
CMFF - Divisão de Educação e Assuntos Sociais
Edifício Paço de Tavarede
Largo do Paço, n.º 2
Tavarede
3080-612 Figueira da Foz
Tel.: 233 401 860

 

pdf Requerimento para adesão / Alteração ao serviço de teleassistência

pdf Regulamento do Serviço Municipal de Teleassistência da Figueira da Foz

pdf Publicação em Diário da República, 2.ª Série, n.º 12 de 17 de janeiro de 2014

end faq

 

Atualizado em 12-09-2016

Visitas: 4906

Apoio à Comunidade

TARIFÁRIOS ESPECIAIS - TARIFÁRIO SOCIAL DA ÁGUA E TARIFÁRIO PARA FAMÍLIAS 

No ano de 2012, deu-se início a um conjunto de medidas sociais que visam aliviar o orçamento familiar dos mais carenciados e das famílias numerosas, através do ajustamento dos benefícios decorrentes da Renovação do Contrato de Concessão entre a Câmara Municipal da Figueira da Foz e a empresa Águas da Figueira, S.A., viabilizando a concessão de Tarifários Especiais a famílias numerosas e a famílias carenciadas residentes no Município.

Tarifário Social 
O tarifário social é um tarifário especial pensado para as famílias cujo agregado familiar se encontre no 1º escalão das tabelas do IRS – rendimento de referência <=0,5 do indexante de apoios sociais.

Este tarifário destina-se a todos os utilizadores domésticos, residentes no Município da Figueira da Foz, de menor rendimento ou necessidades especiais.
As famílias carenciadas residentes no Município, beneficiarão da isenção das tarifas fixas previstas no tarifário da Águas da Figueira, S.A. e de um alargamento do 1º escalão até ao consumo de 15m3, conforme o Tarifário em vigor.


Tarifário Famílias Numerosas
O tarifário para Famílias Numerosas é um tarifário especial criado a pensar nas famílias cujo consumo de água excessivo não é sinónimo de desperdício, mas sim de um agregado familiar numeroso.
Este tarifário destina-se a todos os utilizadores domésticos, residentes no Município da Figueira da Foz, cujo agregado familiar seja composto por 3 ou mais filhos dependentes.
As famílias numerosas residentes no Município, beneficiarão do alargamento de escalões em função da dimensão do agregado familiar – beneficiam de mais 3m3 por escalão por cada descendente além do segundo filho – e da taxação diferenciada do consumo de água, conforme o tarifário em vigor.

Para beneficiar destes tarifários deverá ser apresentado no Serviço de Atendimento ao Munícipe, na Câmara Municipal da Figueira da Foz, os seguintes documentos:

  • Requerimento de Tarifários Especiais;
  • Fotocópia do Bilhete de Identidade/Cartão de Cidadão ou Assento de Nascimento de todos os elementos do agregado familiar;
  • Fotocópia da Declaração de IRS e/ou IRC, referente ao ano anterior (apenas se aplica para o tarifário social);
  • A declaração de IRS poderá ser substituída por outros documentos idóneos que atestem os rendimentos, no caso de o Requerente não estar legalmente obrigado a entregar a mesma nomeadamente, uma declaração comprovativa emitida pelo Instituto de Segurança Social, IP (apenas se aplica para o tarifário social) .
  • Fotocópia do cartão de estudante dos dependentes e/ou comprovativo da matrícula do ano lectivo em curso à data do pedido;
  • Fotocópia da factura/recibo emitida pela Águas da Figueira, S.A., que comprove a titularidade do contrato.

 

pdf Requerimento de Tarifários Especiais


CONTACTOS ÚTEIS

ÁGUAS DA FIGUEIRA, S.A.
Tel.: +351 233 401 450
fax : + 351 233 422 128
e-mail:geral@aguasdafigueira.com
Site: www.aguasdafigueira.com

CÂMARA MUNICIPAL DA FIGUEIRA DA FOZ
tel. +351 233 403 300
Fax. +351 233 403 333
e-mail:municipe@cm-figfoz.pt

 

 

BANCO DE RECURSOS 


O Banco de Recursos é um complemento à intervenção social da Autarquia na procura de respostas para as situações de precariedade social, promovendo a criação de uma resposta integrada para a comunidade mais vulnerável do ponto de vista económico e/ou social, procurando atenuar as dificuldades e colmatar as necessidades mais imediatas dos agregados familiares, através da distribuição gratuita de bens, nomeadamente mobiliário e electrodomésticos.
Tem como objetivos promover e contribuir para a melhoria das condições de vida das famílias em situação de maior vulnerabilidade, potenciar o envolvimento da sociedade civil, empresas e instituições, criando um espaço no Município com regras e critérios de atribuição dos bens doados pela sociedade civil.

Ao nível da solicitação de bens, os procedimentos são os seguintes:

  • - a solicitação pode ser formalizada através de instituições locais, por indicação dos técnicos com competências na área de ação social, num processo de articulação com os técnicos da Divisão de Educação e Assuntos Sociais;
  • - a solicitação pode ser efetuada pelo particular na Divisão de Educação e Assuntos Sociais, pressupondo uma avaliação socioeconómica e obrigando à entrega de documentação, nomeadamente comprovativo de rendimentos, despesas fixas mensais e documentos de identificação dos elementos que compõem o agregado familiar.


No que diz respeito à entrega de bens ao Banco de Recursos, os munícipes devem entrar em contacto com a Divisão de Educação e Assuntos Sociais.

Contactos
CMFF-Divisão de Educação e Assuntos Sociais
Edifício Paço de Tavarede
Largo do Paço, n.º 2
Tavarede
3080-612 Figueira da Foz

 

SERVIÇO DE TRANSPORTE MUNICIPAL

Serviço gratuito, que pretende garantir a igualdade de acesso aos cuidados de saúde aos/às munícipes que, encontrando-se em situação de insuficiência económica, tenham de se deslocar à sua Unidade de Saúde para consultas médicas e /ou serviços de enfermagem previamente marcados.


Destinatários

  •  Pessoas em situação de insuficiência económica que os impossibilite de suportar o custo da deslocação, com isenção de taxas moderadoras no Sistema Nacional de Saúde (a comprovar pela Unidade de Saúde).
  • Pessoas em situação de desemprego há menos de um ano, com inscrição válida no Centro de Emprego e auferindo um subsídio de desemprego até 1,5 vezes o valor do Indexante de Apoios Sociais, com isenção de taxas moderadoras no Sistema Nacional de Saúde (a comprovar pela Unidade de Saúde).
  • Pessoas com grau de incapacidade igual ou superior a 60% com caráter temporário e/ou permanente, com isenção de taxas moderadoras no Sistema Nacional de Saúde (a comprovar pela Unidade de Saúde).
  • Situações excecionais, a avaliar caso a caso.


Inscrição
Nas Unidades de Saúde.


Documentos Necessários
Cartão do Cidadão / Bilhete de Identidade
Cartão do SNS
Outros, a solicitar no ato da inscrição, consoante a situação do utente.


Entidade Promotora
Município da Figueira da Foz
Divisão de Educação e Assuntos Sociais


Entidades Parceiras
Administração Regional de Saúde do Centro, IP
Delegações da Cruz Vermelha Portuguesa da Área do Município


Para mais informações e/ou esclarecimentos contactarstm
Divisão de Educação e Assuntos Sociais 
Tel.: 233 401 860/3
Fax: 233 403 310
E-mail: stm@cm-figfoz.pt




pdf Brochura Serviço de Transporte Municipal

pdf Ficha de Inscrição - Serviço de Transporte Municipal

pdf Mapa Marcação - Serviço de Transporte Municipal

   

FIGUEIRA ABEM: REDE SOLIDÁRIA DO MEDICAMENTO

pdf Regulamento - Figueira Abem: Rede Solidária do Medicamento

pdf Requerimento - Figueira Abem: Rede Solidária do Medicamento

pdf Formulário de Adesão e Consentimento ao programa abem

   

PROJETO “FIGUEIRA A SORRIR”

pdf Regulamento - "Figueira a Sorrir"

pdf Requerimento  - "Figueira Sorrir"

   

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO ÀS INSTITUIÇÕES PARTICULARES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL

pdf Regulamento - "Apoio às Instituições Particulares de Solidariedade Social"

pdf Formulário de Candidatura para Apoio à Atividade Regular

pdf Anexo ao Formulário de Candidatura para Apoio à Atividade Regular

pdf Requerimento para Apoio a Atividades Pontuais

   

end faq

 

Atualizado em 28-03-2019

Visitas: 7422

Apoio ao Emprego

GIP - Gabinete de Inserção Profissional 

 gip ff

 

pdfLista de ofertas de emprego 4 de novembro de 2018 

 separador small

A Portaria n.º 127/2009, de 30 de Janeiro, estabelece as condições de criação e funcionamento dos Gabinetes de Inserção Profissional (GIP), estruturas que têm como objectivo apoiar os desempregados na definição e concretização do seu percurso de inserção, actuando em estreita articulação com os Centros de Emprego.

 

Destinatários
Nos termos da Circular Normativa n.º 10/2011, de 24 de Maio, cabe ao Centro de Emprego da Figueira da Foz a identificação e sinalização dos desempregados que constituem objecto de intervenção pelo GIP. Os demais utentes que procurem os nossos serviços serão atendidos mediante marcação prévia, não obstante a intervenção prioritária do GIP se centrar nos desempregados sinalizados pelo Centro de Emprego local.

 

Serviços Prestados

  • Sessões de informação sobre medidas de apoio ao emprego, de qualificação profissional, de reconhecimento, validação e certificação de competências e de empreendedorismo;
  • Sessões de apoio à procura de emprego; 
  • Recepção e registo de ofertas de emprego; 
  • Apresentação de desempregados a ofertas de emprego; 
  • Colocação de desempregados em ofertas de emprego; 
  • Integração em acções de formação em entidades externas ao IEFP, IP; 
  • Controlo da apresentação periódica dos beneficiários das prestações de desemprego.

 

Entidade Promotora
Câmara Municipal da Figueira da Foz, em parceria com o IEFP

 

Horário de Atendimento ao Público
Atendimento permanente: Serviço de Atendimento ao Munícipe, das 09h00 às 17h00.

 

Local de Funcionamento
Câmara Municipal da Figueira da Foz
Av. Saraiva de Carvalho
3081-504 Figueira da Foz

 

Contactos:
Tel: 233 403 300
E-Mail:gip@cm-figfoz.pt

 

Enquadramento Legal

pdfPortaria n.º 127/2009 de 30 de Janeiro

pdf Portaria n.º 298/2010 de 01 de Junho

 separador small

Informação Adicional:
Quando se dirige ao GIP, o utente deverá fazer-se acompanhar do Cartão de Utente do Centro de Emprego (ou documento que identifique o seu ID). Em alternativa, poderá ser apresentado outro documento de identificação pessoal (Bilhete de Identidade, Cartão do Cidadão, Carta de Condução ou Passaporte).

A consulta das ofertas de emprego constantes nesta página Web não dispensa a consulta das ofertas disponíveis no Centro de Emprego, no Gabinete de Inserção Profissional ou no sítio do Instituto de Emprego e Formação Profissional www.netemprego.gov.pt , bem como em qualquer outra estrutura que permita ao candidato a emprego o exercício de uma procura activa de oferta compatível com o seu perfil profissional.

 

GAE - Gabinete de Apoio ao Empreendedor

 GABINETE DE APOIO AO EMPREENDEDOR

 

Em 2012, a Câmara Municipal da Figueira da Foz celebrou um Protocolo de Cooperação com a Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego (CIM-BM), no âmbito do Projecto de Promoção do Empreendedorismo na Região do Baixo Mondego: Construir Futuros, visando a criação de uma rede de suporte à dinamização de iniciativas promotoras do desenvolvimento económico desta Região, tendo em vista o reforço do potencial empreendedor existente e o desenvolvimento de sinergias entre entidades que desempenham um papel preponderante nesta área, como forma de estímulo a uma cultura de valores como o empreendedorismo ou a gestão do risco associação à iniciativa empresarial.

 separador small

GAE | Gabinete de Apoio ao Empreendedor

Instalações: Câmara Municipal (Edifício Paços do Concelho), na Sala onde funciona o GIP | Gabinete de Inserção Profissional

Marcações através dos contactos:
Tel: 233 401 860
E-Mail: gae@cm-figfoz.pt

Objectivo: atendimento de front office ao empreendedor que pretenda apresentar a sua ideia de negócio ao Município; esta intervenção é articulada com a IEFF | Incubadora de Empresas da Figueira da Foz e o ISCAC | Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra, entidades parceiras do Projecto Construir Futuros, do qual fazem parte os demais municípios da Região de Coimbra e outras entidades de apoio ao empreendedor por estes indicadas.


PORTAL DO EMPREENDEDOR
(Projeto Construir Futuros)
 

Iniciativas desenvolvidas pelo GAE, desde 2012, nas quais se integram as actividades dinamizadas ao abrigo do Projecto Construir Futuros:

    • Ciclos Regionais de Capacitação do Empreendedorismo;
    • Ciclos Locais de Capacitação do Empreendedorismo;
    • Sessões de Desafio de Criação de Ideias;

  criacao ideias

    •  Acções de Capacitação Técnica para o Empreendedorismo;
      (acções modulares de 40 horas, para capacitação de empreendedores);
    •  Capacitação Interna da Rede “Construir Futuros”;
    •  Concursos Municipal e Regional de Ideias;
    •  Programa “A Empresa”
      (iniciativa que decorreu ao longo do ano lectivo 2012/13 em dois grupos de alunos do 11º ano das escolas secundárias com 3º ciclo do ensino básico, Dr. Bernardino Machado e Dr. Joaquim de Carvalho);

  programa empresa

  • 1 cartaz economia marCINEM: Concurso de Ideias de Negócio para a Economia do Mar (lançado a 11 de Novembro de 2013, o CINEM resultou de um Protocolo celebrado entre a Câmara Municipal da Figueira da Foz e o Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), ao abrigo do sistema de apoio ao estímulo local e regional ao empreendedorismo e inovação INOV.C, sob o financiamento do QREN, através do Programa Operacional Regional do Centro (Mais Centro); com o lançamento deste Concurso, pretendeu o Município estimular o desenvolvimento de novos produtos/serviços com viabilidade de implementação e sucesso na Figueira da Foz, estando centrado na economia do mar; a ele puderam candidatar-se pessoas singulares ou colectivas de todo o País, que tivessem por objectivo explorar uma ideia de negócio na área da economia do mar, que pudesse vir a ser implementada no território do Concelho figueirense; foram apresentadas 30 candidaturas, tendo sido premiado um projecto na área da biotecnologia e atribuídas duas menções honrosas);

 

  • Programa de Promoção do Empreendedorismo nas Escolas: “Aprender a Empreender” (programa desenvolvido em 2014, junto de todas as escolas secundárias e profissionais do Município, tendo passado pela capacitação de docentes, para posterior intervenção destes junto dos seus alunos, culminando na apresentação de 30 ideias de negócio, das quais 10 participaram na Final Municipal do Concurso de Empreendedorismo da Figueira da Foz, cujo grupo vencedor representou o Município na Final Intermunicipal da Região de Coimbra, que decorreu no dia 08 de Junho de 2014 no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz).

 2 2014-05-26 - concurso de ideias

 

  • Visita da Equipa do GAE  à empresa  TXD - Engenharia

    gae txd

    No dia 27 de Outubro de 2014, a equipa técnica do Gabinete de Apoio ao Empreendorismo do Município da Figueira da Foz (GAE) visitou, acompanhada de uma representante da CIMRC | Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, a sede da empresa TXD - Engenharia, em funcionamento na Incubadora de Empresas da Figueira da Foz.

    A visita havia sido previamente agendada com o intuito de aferir o balanço da actividade da TXD Engenharia, empresa da área da Engenharia Electrotécnica, com actividade de consultadoria naquele campo, tendo os Técnicos do GAE entrevistado o seu responsável, Eng.º Miguel Teixeira Duarte, uma vez que este recorrera, em 2013, ao atendimento para empreendedores do referido gabinete municipal.


    A informação recolhida ao longo da entrevista, no sentido de melhor compreender a evolução deste projecto de empreendedorismo, permitiu concluir que, até à data, a TXD Engenharia é um caso de sucesso.
    A primeira questão que se levantou prendeu-se com as razões pelas quais este empreendedor apostou num domínio de grande exigência, o qual acarreta um grau considerável de incerteza para quem nele investe.

    O Eng.º Miguel Teixeira Duarte explicou que já possuía a experiência e know how suficientes, antes do início da constituição do seu projecto, facto avalizado pela especialização que detém, quase inexistente no território nacional, a qual incide sobre soluções de iluminação Exterior (Pública e Decoração) e Interior (Lojas, Indústrias, Escritórios, Hospitais, Centros de Saúde, Unidades de Cuidados Continuados (UCC e UCI), Santas Casas Misericórdias, Lares de Idosos, Centros de Dia, Edifícios Públicos, Escolas e Universidades).

    Solicitou-se, de seguida, que nos descrevesse o percurso que o conduziu à criação do seu próprio negócio, antes e após a sua visita ao GAE, a 21 de Maio de 2013, retorquindo o seguinte:
    O seu lugar na empresa onde trabalhou durante 24 anos fora extinto e, tendo tido a noção de que o poderia desempenhar por conta própria, recorreu aos serviços do GAE, de modo a aferir qual a viabilidade de avançar com o seu próprio negócio.

    O empreendedor realçou ainda que esteve presente em todas as acções de capacitação técnica disponíveis para empreendedores, sob a organização conjunta da CIM-RC e do Município, tendo sido o único que acompanhou todas as sessões, tendo beneficiado de todos  os conceitos explanados durante as mesmas.
    Quando questionado sobre qual o momento que tinha mais presente, neste processo de incursão pelo mundo dos negócios, recordou que, no dia após ter ficado desempregado, iniciou o seu percurso como empreendedor, demonstrando ser um forte entusiasta pela área que escolheu, tendo aí encontrado o ânimo necessário para se lançar num projecto que, para além de o recolocar no mercado de emprego, constitui fonte de realização como profissional de engenharia e enquanto empreendedor.

    Embora considerando que o apoio dos técnicos do GAE e o respectivo encaminhamento para a Incubadora de Empresas lhe tenham sido úteis, sugeriu que este tipo de suporte deveria ser levado mais além, devendo, na sua perspectiva, prolongar-se no tempo a consultadoria ao potencial empreendedor, facto que o levou a valorizar a presente visita da equipa.

    Referiu que o início da sua actividade profissional remontava a 03 de Dezembro de 2013, tendo desde então continuado a frequentar sessões de capacitação para empreendedores e efectuado diversas candidaturas a concursos de empreendedorismo, o que traduz o seu entusiasmo por estas iniciativas; a este propósito, mencionou o facto de já ter ficado em quarto lugar num Concurso Regional de Empreendedorismo do Baixo Mondego e partilhou que estava actualmente a candidatar-se a nova iniciativa do género.

    O volume de negócios da TXD Engenharia tem vindo a aumentar, de forma significativa, o que decorre do facto de contar, actualmente, entre a sua carteira de clientes, com empresas do top 20 Regional de acordo com último barómetro divulgado, abrangendo igualmente instituições particulares de solidariedade social.
    Em suma, este é decididamente um caso de empreendedorismo pautado pelo sucesso, tendo sido reconhecida a importância do papel do GAE no apoio aos empreendedores, sendo opinião deste empresário que a actividade do referido Gabinete poderia ser ainda mais interventiva, no sentido de garantir um acompanhamento de maior proximidade aos seus utentes, situação que está já a ser equacionada, no âmbito da CIM-RC, entidade responsável pela concepção deste modelo de intervenção em rede.

    Com efeito, actualmente é já notória uma maior capacidade de resposta aos potenciais empreendedores que nos procuram, devido à possibilidade de disponibilização de apoio técnico especializado, por parte de um consultor indicado pelo Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra, que assegura o atendimento regular aos empreendedores figueirenses, nas instalações do GAE.

end faq

Atualizado em 04-11-2019

Visitas: 16039

Mais artigos...

  1. Apresentação

Subcategorias

Copyright © 2014 Município da Figueira da Foz | Desenvolvimento WRC | Design Sigyn |